Microagulhamento

 
Em 1995 surgiu o termo “subcisão”, criado por Orentreich e Orentreich, este termo remetia ao método de estimular o tecido conectivo sob cicatrizes e rugas retraídas. Dois anos depois, Camirand e Doucet descrevem a utilização de pistolas de tatuagem para promover abrasão e tratar cicatrizes. Porém, a grande revolução veio em 2006, Desmond Fernandes desenvolveu um aparelho especial para o microagulhamento, constituído por um cilindro rolante com microagulhas em intervalos regulares com o nome de “Derma Roller”.
 
Aplicado através do Derma Roller, o que definirá o tipo de aplicação e quais os resultados almejados é a variação de tamanhos, que varia entre 0,5mm a 3,0mm, assim como a quantidade de agulhas.

O objetivo da indução percutânea de colágeno é estimular a produção, utilizando a cascata química normal que é desencadeada após qualquer trauma. Este processo é divido em três fases:
INFLAMAÇÃO
Começa no momento da lesão feita pelo Derma Roller e dura até o 3º dia. 
PROLIFERAÇÃO
É iniciada em média no 5° dia.
REMODELAGEM DO TECIDO
Tem início na 3ª semana.
O procedimento é utilizado e surte ótimos resultados em tratamentos para rugas, drug delivery (permeação de ativos), flacidez da pele, cicatrizes superficiais, alopecia, hiperpigmentação, celulites e estrias.


Devido aos seus resultados altamente efetivos e a possibilidade de associação com outros procedimentos, esta técnica nunca sai de moda e é cada vez mais procurada
 
 
 
 
 
 
Twitter Estética La Pelle
Google + Estética La Pelle